» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Quarta, 30 de janeiro de 2019, 08h41

Detran quer estreitar parceria com a CGE para prevenir irregularidades


O novo titular do Detran entende que a parceria com a CGE é profícua para minimizar a ocorrência de erros, falhas e fraudes na prestação dos serviços de competência da autarquia


Quatro dias após ser anunciado como o novo presidente do Departamento Estadual de Trânsito em Mato Grosso (Detran-MT), Gustavo Reis Lobo de Vasconcelos, esteve na Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) para colocar a autarquia à disposição da atuação do órgão de controle interno. O titular do Detran entende que a parceria com a CGE-MT é profícua para minimizar a ocorrência de erros, falhas e fraudes na prestação dos serviços de competência da autarquia.

.

Vasconcellos comentou, durante visita na quinta-feira (24), que pretende recorrer com mais frequência à CGE e aos demais órgãos de controle para evitar o envolvimento do Detran em escândalos de corrupção, como os que se viu nos últimos anos. Para ele, a imagem da autarquia precisa ser recuperada porque reflete na autoestima dos servidores que trabalham corretamente e, consequentemente, na prestação dos serviços.

O secretário-controlador geral do Estado, Emerson Hideki Hayashida, destacou que, apesar da atuação da CGE independer da vontade dos órgãos fiscalizados, a cooperação das secretarias em fornecer as informações e documentos solicitados pelos auditores demonstra o comprometimento dos gestores em fazer a coisa certa.

Segundo Hideki, a disposição dos gestores em aderir às recomendações do órgão de controle interno, por meio da elaboração e implementação efetiva dos planos de providências, também é sinal de seriedade e responsabilidade na gestão dos recursos públicos.

"Também é preciso deixar claro que, mais do que fazer apontamentos, a CGE existe para orientar as unidades orçamentárias acerca da legalidade, economicidade e eficiência dos atos sistêmicos e finalísticos. E esta atuação não precisa ser somente de iniciativa da Controladoria. Os órgãos podem e devem procurar o órgão de controle interno sempre que precisar para essa interlocução", ressaltou o titular da CGE.

Pergunte à CGE

Além de demandar a CGE por ofício, de forma presencial e/ou por telefone, os gestores e servidores públicos podem recorrer à Controladoria pelo canal "Pergunte à CGE", disponível na Internet, no link http://www.controladoria.mt.gov.br/pergunte-a-cge. Por meio da ferramenta, o servidor público do Poder Executivo Estadual pode solicitar orientação e esclarecimentos acerca de assuntos relacionados à gestão administrativa.

As consultas formuladas pelo "Pergunte à CGE" são respondidas diretamente no e-mail do solicitante. O prazo para retorno das respostas é de dois dias úteis contados a partir do recebimento da consulta.

Entretanto, em eventual impossibilidade de retorno no prazo estabelecido devido à complexidade da solicitação, o auditor informa o solicitante, via e-mail, sobre o novo prazo para resposta ou se o caso será objeto de ordem de serviço, a qual tem prazo próprio para análise e conclusão.

Auditores da CGE responderam a 4.351 consultas pelo canal "Pergunte à CGE" entre os anos de 2015 e 2018. A maioria das perguntas foi sobre gestão financeira, contábil, aquisições, convênios, obras e pessoal.

A visita à CGE teve também a participação do servidor de carreira e ex-presidente do Detran, José Eudes Santos Malhado, e da gestora da Unidade Setorial de Controle Interno da autarquia, Késia de Souza Rosa.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114