» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Sexta, 01 de março de 2019, 13h54

Fórum de Mudanças Climáticas debate Programa REM e composição do Conselho Gestor


A Primeira reunião ordinária de 2019 do Fórum Mato-Grossense de Mudanças Climáticas (FMMC) teve como principais pautas a atualização do Programa REM-MT e a composição do Conselho Gestor de REDD+ 2019-2021, já que o biênio atual se encerra em fevereiro/2019.

O secretário executivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), Alex Marega, abriu a reunião, realizada na manhã de terça-feira (26.02), destacando a importância do FMMC. “O Fórum discute políticas públicas para a proteção do clima. As novas instituições e fundações ambientais que estão participando pela primeira vez da reunião são sempre bem-vindas e têm muito a acrescentar nestas ações e debates sobre mudanças climáticas”.

A coordenadora do REM, Ligia Nara Vendramin, apresentou um panorama sobre as atualizações do programa, que recebe recursos para financiamento de projetos vindos da Alemanha e Reino Unido, do banco KFW. O primeiro desembolso, de R$ 60 milhões, foi dividido em duas partes: a primeira em dezembro de 2018 e uma outra prevista para este mês.

Pelo cronograma apresentado, em abril terá início o processo de compras e contratação de serviços, capacitações e editais. Já o segundo desembolso está previsto para dezembro de 2019.

O programa REM, que começou a ser executado em 2018 e terá duração de quatro anos, visa reduzir as emissões oriundas de desmatamento no Estado e consolidar uma prática de incentivos a serviços ambientais, complementando o Sistema Nacional de REDD+, como mecanismo inspirador e inovador de financiamento de serviços ambientais.

Outras pautas

As salvaguardas de REDD+ - um conjunto de diretrizes que visam potencializar os impactos positivos e diminuir os negativos em um programa ou sistema de REDD+, antecipando riscos no território e estabelecendo medidas para prever, minimizar e mitigar os impactos com uma atenção especial a populações vulneráveis - foi apresentado por Cecilia Simões, pesquisadora do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM).

A Analista de Meio Ambiente, Caroline Chichorro, explicou os objetivos do projeto GCF “Valorizando as Florestas de Mato Grosso”, que tem previsão de ministrar seis capacitações em 2019 relacionadas ao Fórum de Mudanças Climáticas, povos indígenas e populações tradicionais de Mato Grosso.

A reunião foi finalizada com apresentação do Programa Germinar, conduzida por Tereza Vasconcelos representante da associação Conviver, programa de formação continuada que foi instituído em 2003 e atua em todas as regiões do estado, conscientizando a construção de ambientes sociais saudáveis.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114