» mais
Comentar           Imprimir
Justiça e Direito
Quinta, 02 de março de 2017, 16h39

Sessões do Tribunal do Júri começam nesta quinta


Vinte sessões do Tribunal do Júri estão previstas para março, em Cuiabá. Os julgamentos de 24 réus, sendo 14 presos, começam nesta quinta-feira (02 de março), no Fórum da Capital, presididos pela juíza Monica Catarina Perri Siqueira, titular da 1ª Vara Criminal. O primeiro a ser julgado é Charles França de Campos, acusado de matar a ex-companheira Sebastiana Aparecida Paniagua Lopes, que estava grávida, em junho de 2015, em um motel.

De acordo com o Ministério Público, o denunciado ceifou a vida da mulher “por motivo torpe, usando recurso que dificultou a defesa da vítima e com emprego de asfixia”, provocando-lhe aborto. Após matar Sebastiana por asfixia mecânica, o acusado ainda tentou ocultar o cadáver. Charles foi pronunciado em outubro de 2015 por homicídio qualificado (motivo torpe, com emprego de asfixia, recurso que dificultou a defesa e feminicídio), ocultação de cadáver e aborto provocado. O julgamento teve início pela manhã e deve terminar até o fim do dia.

No dia 10 de março irá a júri Osmar Alecssander Rodrigues da Silva, vulgo ‘Churrasquinho’, acusado de matar Nei Carvalho da Guia, em junho de 2016, no bairro Pedra 90. Conforme o processo, o homicídio foi duplamente qualificado por motivo fútil e utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima. O acusado já havia se desentendido com Nei anteriormente, em razão de a vítima ter o hábito de ouvir música com o volume alto, o que o incomodava, uma vez que eles moravam em quitinetes vizinhas.

No dia do crime, ao chegar em casa, Osmar encontrou um bilhete preso à maçaneta de sua porta e por não saber ler, dirigiu-se até a residência da vítima para que efetuasse a leitura. Após a negativa de Nei, Osmar desferiu golpes de faca contra ele, aproveitando-se da deficiência física da vítima. O acusado foi preso em flagrante.

E no dia 23 de março serão julgados Nilton Cesar da Silva e Vilimar Girolometto, pelo homicídio de Anderson do Nascimento Gonçalo em novembro de 2017, no bairro Morada do Ouro, com disparos de arma de fogo. Eles são acusados de agir em conluio, previamente ajustados e com divisão de tarefas, por motivo torpe, mediante dissimulação e emboscada.

Confira AQUI a pauta completa do mês de março. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114