» mais
Comentar           Imprimir
Justiça e Direito
Terça, 16 de maio de 2017, 19h57

Patrulha de Assistência à Vítima atende grupos vulneráveis


A Patrulha de Assistência à Vítima (PAV) fez o primeiro atendimento nesta terça-feira (16.05), em Rondonópolis. O projeto foi criado pelo 4º Comando Regional da Polícia Militar e visitou duas vítimas da Lei Maria da Penha nesta terça-feira (16). Responsável pelo encontro foi o comandante do 5º Batalhão da PM, tenente-coronel Admilson de Arruda.

“Atendemos uma mulher que foi agredida pelo ex-namorado no dia 27 de abril. Fomos para saber como ela estava, se o agressor se afastou, se está recebendo atendimento psicológico e se houve, ou não, medida protetiva. Ela ficou bastante emocionada e até chorou”, comentou o tenente-coronel. Além dele, ainda participaram da patrulha uma soldado da PM e um policial civil.

O objetivo é visitar as vítimas todas as terças e quintas no período da manhã. As pessoas assistidas não são apenas mulheres, mas idosos e crianças vítimas de violência doméstica e também grupos vulneráveis como os LGBT. As ocorrências são separadas pela própria Polícia Militar.

Para o projeto ganhar mais força, o comandante do 5º Batalhão aguarda adesão da Prefeitura Municipal de Rondonópolis para que a patrulha seja feita com a presença de uma assistente social.

A realização da Patrulha de Assistência à Vítima já foi apresentada em audiência pública na Câmara Municipal de Rondonópolis, quando foi debatido a violência contra a mulher. A intenção é criar uma rede de proteção à mulher semelhante ao projeto da rede de Barra do Garças, que é nacionalmente reconhecido.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A retomada das obras do VLT pode ser:

Palanque político para 2018
Mais uma balela sem fim
Confio na solução do problema
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114