» mais
Comentar           Imprimir
Justiça e Direito
Segunda, 05 de fevereiro de 2018, 19h02

Reeducandos começam produção de uniformes para rede municipal de Alto Araguaia


.

Um grupo de 15 reeducandos da unidade prisional de Alto Araguaia (415 km ao sul de Cuiabá) vai confeccionar mais de 3 mil peças de uniformes para atender estudantes da rede municipal de educação. A parceria foi firmada pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, por meio da direção da cadeia, Prefeitura Municipal, Poder Judiciário e Ministério Público Estadual.

O diretor da unidade prisional, Djalma Alves Junior, explica que a prefeitura forneceu todos os insumos necessários – tecidos, serigrafia, linhas – e a mão de obra de obra fica por conta dos reeducandos que já trabalham na oficina de costura da cadeia. “Temos procurado estimular as atividades laborais, especialmente na costura, porque vemos que nelas os reeducandos se tornam capazes de produzir”, destacou o diretor, acrescentando que os reeducandos com mais experiência na costura treinaram os demais.

Com o projeto Educando para Ressocializar, a confecção será toda feita na unidade prisional que tem capacidade para produzir até 80 uniformes por dia. Os reeducandos receberam remição da pena conforme prevê a Lei de Execução Penal que determina que a cada três dias, um dia é descontado na pena recebida.

Nesta segunda-feira (05.01), os materiais para a confecção dos uniformes foram entregues na cadeia. De acordo com a Prefeitura, as peças serão distribuídas a 1,6 mil estudantes de dez escolas urbanas e rurais do município. A prefeitura teve um custo de quase R$ 40 mil na compra dos materiais.

“É uma parceria importante que traz economia aos cofres públicos. A Prefeitura adquiriu toda malha e agora os reeducandos da cadeia pública confeccionarão os uniformes. Temos que agradecer essa importante parceria. Serão aproximadamente 3 mil uniformes. Os alunos da rede municipal receberão dois uniformes e até o quinto ano receberão uma bermuda”, informou o prefeito Gustavo Melo.

O trabalho na oficina de costura da cadeia de Alto Araguaia já rendeu a confecção de uniformes para os presos da unidade. M.R. está na unidade desde 2009 e conseguiu aprender as primeiras instruções de como cortar um tecido com molde e a fazer a costura. Daí em diante, ele ficou responsável por treinar os outros reeducandos. Ele explica que cada um fica encarregado de uma parte da confecção: corte, fechamento e acabamento. “É uma chance que tenho de ocupar o tempo e contribuir com outras pessoas”.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114