» mais
Comentar           Imprimir
Justiça e Direito
Terça, 06 de fevereiro de 2018, 13h41

Representantes dos Bombeiros da Amazônia legal participam de reunião em Cuiabá


.

O Corpo de Bombeiros Miliar de Mato Grosso recebe, nesta terça (06/02), bombeiros militares de oito dos nove estados da Amazônia Legal. Os oficiais participam da primeira reunião técnica do Comitê de Proteção da Amazônia Legal (Copal) em que irão elaborar as diretrizes de integração de estratégias de combate a incêndios florestais na Amazônia Legal.

A integração de diretrizes é uma etapa importante para a proposição de projetos ao Fundo Amazônia, principal financiador de ações de combate a incêndios florestais na região e ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES). Os pontos alinhados pelos assessores técnicos das corporações de Bombeiro Militar serão discutidos na reunião de Comandantes da Amazônia Legal que acontecerá em Sorriso no dia 19 de fevereiro, no Centro de Eventos Ari José Riedi.

A reunião desta terça acontece no auditório da Polícia Rodoviária Federal no bairro Centro Sul, em Cuiabá e serão observados aspectos técnicos dos projetos como orçamentos, prazos e contrapartidas que devem ser incluídos na proposta aos financiadores do fundo internacional.

O Major BM José Wilson Gonçalves, Comandante do Batalhão de Incêndios Florestais do CBM do Amazonas, presente na reunião, afirma que a intenção da corporação do estado vizinho é ampliar a atuação na região sul do Amazonas, na divisa com Rondônia e Mato Grosso. “As distâncias são grandes, temos poucas estradas e o deslocamento fluvial é muito lento para o tipo de emergência que enfrentamos, por isso precisamos de aeroportos e aviões”, afirma o bombeiro amazonense.

No Pará o desafio é equipar unidades que já existem. A região sul do estado também é a que carece de mais investimento, por isso o Major BM Aldemar Tavares afirma que há onze unidades prioritárias para o investimento. “Temos o Grupamento de Proteção Ambiental em Paragominas e agora queremos uma nova unidade perto da divisa com Mato Grosso, em São Félix do Xingu, onde também pretendemos implantar uma base aérea”, disse o militar.

Continuidade em Sorriso

Na cidade de Sorriso acontecerá a reunião dos comandantes de Corpos de Bombeiro Militar da Amazônia Legal, no dia 19 de fevereiro, e ainda serão realizados dois eventos com participação ativa do CBMMT: o Ciclo de Palestras de Incêndio Florestal e a inauguração da Base Aérea de Combate a Incêndios Florestais em Sorriso. O ciclo de palestras é voltado para bombeiros, gestores públicos, profissionais das ciências agrárias e ambientais, mas é aberto ao público em geral.

A Base Aérea consiste numa construção com hangar, escritório, sala de reunião e almoxarifado em que estarão permanentemente de prontidão os militares do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e o Grupo de Aviação Bombeiro Militar (GAvBM) do CBMMT. A base irá descentralizar as operações no Norte e Médio Norte de Mato Grosso nas operações de segurança pública e fiscalização ambiental. O GavBM conta com duas aeronaves modelo Air Tractor 802F, voltadas ao combate a incêndios florestais.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114