» mais
Comentar           Imprimir
Justiça e Direito
Sexta, 06 de abril de 2018, 11h56

Serviços de cidadania são oferecidos no Ribeirinho


Foto: Tony Ribeiro
.

A decisão do término de um casamento nem sempre tem um final feliz, mas em algumas situações essa é a melhor solução quando ambos decidem seguir seus caminhos, de forma amigável. Foi o que ocorreu na última terça-feira (3 de abril), durante a 11ª edição do Projeto Ribeirinho Cidadão, na comunidade da Praia do Poço, em Santo Antonio do Leverger. A oficialização do divórcio é um dos serviços de cidadania oferecidos pela ação.

Depois de 28 anos casados, a auxiliar administrativa Neuzenir Teles de Lima, de 49 anos, e o taxista Haroldo Dias de Lima, 53, estavam separados há oito anos e não tinham condições de arcar com os custos de um advogado. Eles, que moram em Santo Antonio, esperavam uma oportunidade para concretizar a separação e isso foi possível graças ao Ribeirinho Cidadão.

Eles contam em tom animado que o casamento terminou, mas que a amizade entre eles continua. Inclusive Haroldo já mora com outra mulher e Neuzenir, por sua vez, segue dedicada ao trabalho, aos filhos e netos.

“Fiquei sabendo que o Ribeirinho estaria aqui na comunidade. Conversei com ela e disse que esta seria a nossa oportunidade de oficializar a separação. Ela correspondeu e hoje estamos aqui. Hoje a nossa amizade é muito grande e cada um está seguindo a sua vida”, contou Haroldo.

Neuzenir reafirma o bom relacionamento que eles têm e disse que este é o momento para oficializarem a separação. “A gente não tinha dinheiro para advogado e também empurrava a situação com a barriga, mas quando chegamos aqui foi muito rápido e ótimo”.

Quem deu entrada no divórcio foi o defensor público Munir Arfox. Depois a questão foi homologada pelo juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, coordenador do projeto Ribeirinho Cidadão. O defensor disse que o objetivo do Ribeirinho Cidadão é justamente esse: a simplicidade, deixar a burocracia de lado, sempre dentro do que determina a lei. Esta seria uma ação que demoraria em média de seis meses a um ano e nesta oportunidade foi resolvida na hora e sem custo algum.

“Quando a gente vê que atingimos nossos objetivos na prestação de serviços, temos a certeza de que o caminho é esse e que o Ribeirinho Cidadão é um grande projeto porque proporciona esses atendimentos”, ponderou.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114