Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Justiça e Direito
Terça, 15 de maio de 2018, 01h33

Rui Ramos prestigia campanha em Sorriso


.

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Rui Ramos Ribeiro, participou nessa sexta-feira (11 de maio) do lançamento da Campanha Estadual de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes de Mato Grosso em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá).

A campanha tem como objetivo promover uma articulação em toda a rede de garantias dos Direitos da Criança e do Adolescente, por meio da mobilização de atores sociais, setores públicos, privados, Organizações Não Governamentais (ONGs) e sociedade civil organizada. É a primeira vez que uma campanha é lançada fora da Capital, com a finalidade de descentralizar a discussão sobre o tema de total relevância para a população mato-grossense.

O evento ocorreu das 8h às 18h, no Centro de Eventos Ari José Riedi, em Sorriso, e contou com mesas temáticas de debates formadas por instituições envolvidas no combate à violência infantil e com a palestra magna sobre Abuso Sexual Contra Crianças e Adolescentes, do procurador titular da Procuradoria Especializada e Defesa da Criança e do Adolescente, Paulo Roberto Prado.

Segundo o presidente do TJMT, desembargador Rui Ramos Ribeiro, a questão da violência contra a criança e o adolescente é uma preocupação do Judiciário de Mato Grosso. Para o desembargador, é preciso prestar muita atenção na violência que é praticada aos vulneráveis, para que quem esteja na infância e juventude não se torne um alvo fácil. “É preciso que a sociedade sempre tenha essa conscientização, através desses encontros, para que junto com as instituições, em uma interinstitucionalidade muito grande, nós possamos combater todos esses males. É muito importante essa interação e o Judiciário não poderia se fazer ausente em um tema de importância desse nível”, ressaltou o presidente.

A presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca-MT), Lindacir Rocha Bernardon, ressaltou que objetivo do evento é dizer para todos os municípios que precisamos olhar para as nossas crianças. De acordo com ela, são necessárias ações concretas o ano todo nas escolas, nas casas e na imprensa, pois só através do diálogo, da conscientização e da orientação de como agir será possível combater uma violência que traz tantas marcas e dores. “A criança quando sofre uma violência física ela traz consigo essa marca e é claro que se nós estivermos atentos perceberemos algo de diferente. Então, pais, mães, tios, professores, nós temos que estar com nossos olhares voltados de fatos para nossas crianças.”

Para o procurador titular da Procuradoria Especializada e Defesa da Criança e do Adolescente, Paulo Roberto Prado, é preciso acordar a população para denunciar, para se envolver, para colocar na pauta dos municípios a discussão sobre o porquê, de em um país como o Brasil, se abusar tanto de crianças e adolescentes. Do porquê, em Mato Grosso, estar aumentando tanto a violência sexual contra as crianças e adolescentes. “Nós temos que fazer alguma coisa. E quando falo nós, somos todos nós, instituições e sociedade. Para que a população, de uma vez por todas, coloque atrás das grades essas pessoas que estão matando o presente e o futuro das nossas crianças.”

O evento apoiado pelo TJMT foi realizado pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca-MT), Prefeitura de Sorriso, Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas-Sorriso) e Comissão de Infância e Juventude da Ordem dos Advogados do Brasil - seccional Mato Grosso (OAB-MT), com o apoio também da Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ-MT) do Poder Judiciário de Mato Grosso, OAB-Sorriso, Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT) e Ministério Público de Mato Grosso.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114