» mais
Comentar           Imprimir
Justiça e Direito
Quarta, 13 de junho de 2018, 10h13

Campanhas do PJ buscam preservação da natureza


.

Neste mês de junho, o Núcleo Socioambiental do Poder Judiciário de Mato Grosso, lançou duas campanhas de reaproveitamento de materiais no Tribunal de Justiça. A primeira visa à coleta de papéis A4 e, para tanto, foram distribuídas caixas pelos departamentos do TJ.

Conforme decisão da diretora-geral, Claudenice Deijany F. de Costa, os papéis coletados serão destinados, com a devida triagem, para o reaproveitamento daqueles que ainda podem ser reutilizados, observando o sigilo das informações, para serem entregues inicialmente à Escola Estadual Filogônio Corrêa.

Já a segunda campanha, intitulada “Responsabilidade Socioambiental”, consiste na coleta de matérias de escrita de difícil reciclagem, como lápis grafite e colorido, lapiseiras, canetas, canetinhas, borrachas, apontadores, marca-textos, marcadores permanentes, marcadores de quadro-branco etc. As caixas coletoras foram alocadas pelos corredores da Instituição.

A líder do Núcleo Socioambiental do TJ, Ana Carolina Ferreira, afirmou que a iniciativa da campanha de coleta de material de escrita se deu por inspiração em outros órgãos, como o TRT da 23ª Região/MT, o Cefet do Rio de Janeiro e o Sebrae de Sustentabilidade. “Os materiais coletados serão enviados, via Correios, para a empresa TerraCycle, lá eles farão a separação e os transformarão em uma matéria-prima, chamada Pellet, que será vendida ou transformada em materiais escolares, como bancos e cadeiras.” Disse a líder, acrescentando ainda que a campanha segue até quando a empresa estiver recebendo este tipo de material.

Ela destacou ainda que vai tentar levar as ações para outros órgãos do Poder Judiciário. “A campanha ‘Responsabilidade Socioambiental’ e também a que coleta folhas A4, se inicia aqui no Tribunal de Justiça, mas queremos ampliar para os Fóruns de Cuiabá e Várzea Grande e, se possível, tentaremos instalar também nas comarcas do interior.”

Ana também agradeceu o atual presidente do TJ, desembargador Rui Ramos Ribeiro, por dar apoio às campanhas com fins ambientais, e conclamou os servidores para depositar nas caixas de coleta espalhadas pelo TJ. “Aderindo às campanhas, o servidor estará ajudando e fazendo parte da preservação ambiental. Às vezes, o servidor tem um material de escrita que não usa mais, como uma caneta ou um lápis de cor. Esse é o momento para deixarem nos coletores.”

As duas campanhas buscam incentivar a preservação do meio ambiente, diminuir gastos dos recursos públicos do PJ; aumentar o reaproveitamento de papéis e, consequentemente, reduzir o consumo desse produto; fazer a coleta seletiva e destinar de forma ambientalmente correta os resíduos sólidos gerados pelo Poder Judiciário de Mato Grosso.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114