» mais
Comentar           Imprimir
Educação
Quarta, 11 de abril de 2018, 20h04

Curso de ensino superior da PCE recebe 300 livros para biblioteca


.

A turma de reeducandos da Penitenciária Central do Estado que cursa Administração Pública na modalidade à distância, pela Universidade Federal de Mato Grosso, recebeu nesta terça-feira (10.04) livros que vão compor a biblioteca básica do curso. Foram entregues aproximadamente 300 exemplares adquiridos pelo Conselho da Comunidade de Cuiabá.

O projeto que está proporcionando ensino superior a um grupo de 15 reeducandos da maior unidade prisional do Estado nasceu graças à mobilização de servidores da penitenciária. A iniciativa, que recebeu o nome de Liberdade de Direito e de Fato, foi aprovada pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos com apoio de diversos parceiros, como o Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Fundação Nova Chance e Associação dos Servidores da PCE.

O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores, explica que os reeducandos do projeto que conseguirem progressão de regime, poderão terminar o curso num polo de EaD da universidade federal. “Este projeto foi a união de vários parceiros que se empenharam na ideia e batalharam para concretizá-la. Nossa expectativa é que essa ideia se estenda a outras unidades do Sistema Penitenciário estadual”, observou o gestor.

O diretor da penitenciária, Revetrio Francisco da Costa, destaca que a turma de ensino superior será um exemplo e estímulo para outros reeducandos da unidade. “Todos podem progredir e ter um futuro melhor. Para estimular essa mudança que começa pela educação e o trabalho vamos ampliar na unidade as salas de aula para atender mais custodiados que desejam estudar”, afirmou.

 

O curso de Administração Pública funciona em uma sala da penitenciária, totalmente reformada para receber o mobiliário e computadores necessários para as aulas. A biblioteca técnica é uma das exigências do Ministério da educação para o funcionamento de um curso de ensino superior. As aulas começaram no mês de dezembro de 2017, após os reeducandos passarem por um vestibular especial da UFMT.

Nelson Alves Junior é um dos reeducandos do curso e ficou em segundo lugar no vestibular. Ele viu na penitenciária a oportunidade de terminar o ensino médio e conseguir uma chance de ir adiante. “Aqui com a Escola Nova Chance consegui concluir os estudos e chegar até aqui. Minha meta é concluir e ter uma nova vida quando sair”, afirmou Nelson que é eletricista de formação.

Participaram da entrega dos livros do projeto os juízes da Vara de Execução Penal de Cuiabá, Geraldo Fidélis e Jorge Tadeu; presidente da Fundação Nova Chance, Dinalva Oriede; presidente do Conselho da Comunidade, Silvia Tomaz, superintendentes penitenciários, Gilberto Carvalho e João Fernando Feitoza, coordenadora pedagógica da PCE, Roselvira Serpa; presidente da Associação de Servidores da PCE, professores da UFMT, defensor público André Rossignollo e o promotor Rubens de Paula.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114