» mais
Comentar           Imprimir
Educação
Quinta, 10 de maio de 2018, 13h14

Senai apresenta projeto para cursos de qualificação na rede estadual


.

Ofertar cursos de qualificação profissional aos alunos do ensino médio das escolas estaduais. Esta é a proposta do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Mato Grosso, apresentada nesta terça-feira (08-05), à secretária de Estado de Educação, Esporte Lazer, Marioneide Kliemaschewsk.

A diretora regional do Senai, Lelia Brun, explicou como funcionará o projeto, que espera ser implantado ainda este ano nas escolas estaduais. Segundo ela, a intenção é implantar os cursos nas escolas que atendem o Ensino Médio e estão localizadas nos municípios onde o Senai possui unidades, como Cuiabá, Barra do Garças, Cáceres, Juína, Nova Mutum, Rondonópolis, Sinop, Sorriso e Várzea Grande.

Conforme a proposta, serão ofertados cinco cursos presenciais, divididos em 70 turmas e disponibilizando 2.500 vagas para alunos do 2º ano do Ensino Médio. Cada curso terá carga horária de 160 horas.

“Estamos colocando o Senai como parceiro para juntos desenharmos algumas ações em prol dos estudantes da rede pública de Mato Grosso. Viemos trazer proposições para implantarmos o Ensino Médio Técnico Integrado, mas essas propostas ainda devem ser estudadas pela Seduc”, observou Lelia Brun.

A secretária Marioneide aprovou o projeto e acredita ser possível concretizá-lo. Segundo ela, a proposta será alinhada com a equipe que coordena o Ensino Médio na rede estadual, que estudará uma forma de implantá-lo nas escolas estaduais.

“É uma perspectiva que me interessa muito, pois sei da importância da qualificação profissional para os jovens. Fiz o meu Ensino Médio Integrado e essa oportunidade foi um diferencial na minha formação. Acredito que devemos ofertar a qualificação profissional aos jovens, dando a eles a oportunidade de despertar e se preparar para o mercado de trabalho”, frisou.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114