» mais
Política Nacional
Segunda, 03 de julho de 2017, 13h14

Direitos Humanos debate questões relacionadas à adoção no Brasil


A Comissão de Direitos Humanos e Minorias debate nesta quarta-feira (5) a situação de crianças e adolescentes em entidades de acolhimento nos diversos estado, que esperam pela adoção. O debate será realizado a pedido do deputado Paulão (PT-AL).

O parlamentar destaca que o Cadastro Nacional de Adoção (CNA), vinculado ao Conselho Nacional de Justiça registra um total de 7.413 crianças e adolescentes cadastradas. Já em relação aos pretendes o CNA registra o número de 39.350. “É difícil acreditar que um país que possui mais de 5 vezes mais pretendentes à adoção do que crianças disponíveis sofra com problemas no processo adotivo”, avalia o parlamentar.

Paulão lembra que a maioria das crianças disponíveis não são mais bebês, e a procura maior no País ainda é por bebês, da cor branca. Mas bebês da cor branca não são a maioria. As crianças disponíveis para a adoção no Brasil são em sua maioria pardas ou negras.

“Uma nova cultura de adoção precisa ser cultivada e ampliada no sentido de encontrar famílias para as crianças, e não o contrário”, defende.

Foram convidados:

- o juiz de Direito e Presidente da Comissão da Infância e da Juventude da Associação Alagoana de Magistrados, Carlos Cavalcanti de Albuquerque Filho;
- a defensora Pública do Estado do Rio de Janeiro e representante da Associação Nacional dos Defensores Públicos, Eliza Cruz; e
- a coordenadora-geral do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Verena Martins de Carvalho.

O debate será realizado às 14 horas, no plenário 9. 

AgC


     Comentar           Imprimir

04/07/17, 09:13
Reginaldo Marques disse:

Há um estudo de 2013 do CNJ que diz que a cor (raça) não dificulta a adoção. Realmente 17500 pretendentes não fazem restrição à cor. Se há dificuldade na adoção de crianças pardas e negras o problema não é no perfil. Pode estar relacionado ao fato de negros a pardos normalmente terem mais irmãos, mas há necessidade de se fazer um estudo para confirmar.


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114