» mais
Né !

Linhão Cuiabá - Santa Cruz

Quinta, 19 de maio de 2005

Manifestação



Produtores de 40 municípios já confirmaram a série de mobilizações nesta sexta-feira(20) no Estado. O movimento tem o intuito de sensibilizar a opinião pública sobre a crise no setor agropecuário. Ele também serve como prévia da manifestação do dia 31, organizado pela Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária(CNA), para mobilização nacional. Em assembléia os organizadores decidiram pela autonomia nas ações de cada cidade.

BNT


A Bolsa de Negócios Turísticos (BNT Mercosul) reúne profissionais de turismo de todo o Brasil e Mercosul, para a comercialização de produtos e serviços turísticos. O evento é um dos principais acontecimentos de negócios, turísticos do país, por trazer o maior número de compradores da Mercosul como Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile e Bolívia, e até de outros continentes, para estabelecerem contatos diversos com empresas privadas e destino turístico.

Linhão Cuiabá-Santa Cruz



Hoje (19), autoridades nacionais e regionais dos dois países iniciam debates, em Cuiabá, no Senai-Fiemtec, para assinar na sexta-feira (20) um acordo que regulariza o transporte de passageiros entre as duas cidades-pólo do Centro-Oeste Sul-Americano. É a 1ª Reunião de Transportes Terrestre Bilateral Brasil-Bolívia e os participantes vão discutir e tirar decisões a respeito do transporte de passageiros e de cargas. O encaminhamento regulamenta o Acordo sobre Transporte Internacional Terrestre (ATIT), do qual o Brasil é signatário.

Mix


Um evento de sucesso merece bis. Está previsto para a primeira quinzena de setembro a segunda edição do Centro Mix, evento promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá-ACC e, a empresa Traktanas Produções, na capital mato-grossense. O objetivo desta feira foi colocar à venda produtos de sobra de liquidações internas e de coleções passadas.

Beira Rio


Na primeira edição do Centro Mix, que ocorreu na avenida Beira Rio, próximo ao Museu do Rio Porto, em abril. Ao todo 60 estandes foram montados, dos quais, 50 com expositores. Os comerciantes, de diversos segmentos, dentre eles: vestuários, calçados, celulares, artesanato, colchões, eletrodomésticos, colocaram a disposição produtos com descontos atrativos, alguns que chegaram até 70%.

Pesquisa


O superintendente da ACC, Manuel Gomes informa que será feita em breve uma pesquisa com os participantes da primeira edição, na qual se levantará o perfil dos expositores. Está previsto um crescimento para a próxima Centro Mix, de 15%. A modalidade de venda já é consagrada em Campo Grande (MT).

Responsabilidade Fiscal



O curso de especialização em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) promove seminário temático sobre Lei de Responsabilidade Fiscal – implicações para a gestão em saúde, amanhã, das 13h30 às 17h30, no anfiteatro da Faculdade de Ciências Médicas (FCM).

Objetivos



O objetivo é qualificar profissionais do setor de saúde ou áreas afins, e subsidiar com instrumental teórico e metodológico em gestão pública em saúde.

MT: Empregos Formais

Quarta, 18 de maio de 2005

Redução nos Juros



O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, prevê que o Banco Central volte a reduzir a taxa básica de juros da economia brasileira (Selic) até o final deste ano. Em entrevista ao jornal britânico Financial Times, ele também defendeu o estabelecimento de metas de inflação agressivas até 2007.

Números



Segundo o ministro, a previsão do governo é de que os juros deverão cair neste ano. A taxa Selic está hoje em 19,5% ao ano e, na reunião de hoje do Copom (Comitê de Política Monetária), pode registrar a nona alta em nove meses. O diário britânico lembra que representantes trabalhistas e da indústria brasileira temem que o aumento de juros nos últimos meses tenha ameaçado o crescimento econômico, mas pouco feito para desacelerar a inflação. O jornal mostra que os preços no atacado caíram 0,4% em maio, mas os preços no varejo subiram 0,9%, segundo indicadores da Fundação Getúlio Vargas.

Metas Agressivas



Palocci disse ainda que o governo não deve reduzir as metas de inflação para 2007 dos atuais 4,5% ao ano, mas não antecipará sua decisão. Para ele, não há uma perspectiva a priori de aumentar os níveis de tolerância para a inflação anual, dos atuais 2% para 2,5% acima e abaixo da meta central, como sugeriram economistas do PT. Eu não gosto da idéia, disse.

Expo-Ecos


Os presidentes da Associação de Supermercados de Mato Grosso (Asmat), Altair Magalhães, e da Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (Amad), Leonardo Mendonça, participaram na segunda-feira de uma reunião com membros da superintendência do Sebrae/MT, a fim de buscar parceria da entidade na realização da Feira Supermercadista do Centro-Oeste (26ª Expo-Ecos), que ocorrerá em Cuiabá, entre os dias 26 e 28 de março de 2006.

Metalurgia


Os trabalhadores das indústrias metalúrgicas e mecânicas do Estado terão um reajuste salarial de 6,7% na folha de pagamento, a partir do mês de junho. A negociação foi assinada segunda-feira entre o Sindicato Intermunicipal das Indústrias Metalúrgicas, Mecânica de Manutenção Industrial e de Material Elétrico de Mato Grosso (Sindimec) e o Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores da Indústria Metalúrgica, Mecânica e de Material Elétrico de Mato Grosso (Stimmme).

INPC


Inicialmente a categoria propôs reajuste de 15%, mas foi maior que o percentual acumulado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que hoje é 6,61%. Para a presidente em exercício do Sindimec, Márcia Borges, seria inviável um reajuste maior, já que a economia do Estado passa por um momento difícil, com a crise no setor madeireiro e da soja, que prejudicou todos os segmentos da economia do Estado.

MP do bem



O ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, quer uma medida provisória do bem para a desoneração de plantas industriais destinadas às exportações. Essa MP irá contemplar o programa PC Conectado e as plataformas de exportação de serviços de software e serviços de informática e telecomunicações. Além disso, o ministro quer incluir plataformas industriais de novos empreendimentos que destinem no mínimo 80% da produção para o mercado externo.

MT: Empregos formais




Mato Grosso lidera o crescimento de empregos formais no primeiro quadrimestre de 2005. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho revelam que, de janeiro a abril deste ano, foram criadas 17.370 vagas, o que representa uma variação percentual de 4,99%, colocando o Estado à frente de todos os demais do Brasil. Em termos relativos, esses resultados são os melhores do País. Nos últimos 12 meses, Mato Grosso foi responsável pela geração de 26.333 ocupações formais, com uma expansão de 7,76%, o maior percentual de crescimento da Região Centro-Oeste.



Débitos com o INSS



Pelo menos 1,5 mil empresas de Mato Grosso do Sul devem R$ 606 milhões ao INSS (Instituto Nacional de Seguro Social). O ranking, divulgado hoje pelo Ministério da Previdência Social, é liderado pelos frigoríficos do Estado. Em primeiro lugar está o frigorífico Frigotel, de Três Lagoas, com dívida de R$ 36,7 milhões. O segundo colocado é o Matadouro Eldorado, com débito de R$ 27,3 milhões, seguido pela Energética Santa Helena, que deve R$ 27milhões.

Cara de pau

Terça, 17 de maio de 2005

Novo plano

O presidente do Sindipetroleo, Fernando Chaparro, assina hoje com o Sesi Vida, convênio para assistência médica e hospitalar aos empresários do segmento de revenda de combustíveis em Mato Grosso.

Quem tem dois...

O sindicato já possui contrato com a Unimed Cuiabá há mais de três anos e optou por oferecer também o Sesi aos seus associados com o propósito de ampliar o atendimento à categoria. Fica o ditado: quem tem dois tem um; quem tem um não tem nenhum.

Boa carteira

Na verdade o segmento de postos se constitui de um bom mercado para se trabalhar. O segmento investe em mão de obra e qualificação de seus funcionários e, sobretudo, tem sido empurrado à adequação das exigências do mercado. São 700 empresas no estado, com cerca de dois mil empresários e mais de 15 mil empregos diretos.

Quem é de quem

O rolo de arame farpado em que se meteu o deputado estadual José Carlos de Freitas, dono da Feira Industrial e Comercial de Várzea Grande - Feicovag, deverá servir de reflexão para gente que quer abraçar o mundo por conta da mais absoluta safadagem.

Cara de pau

A feira, criada há 16 anos, era e vai ter de ser de propriedade do município de Várzea Grande, já que o deputado foi extremamente oportunista e sorrateiro ao se apropriar, com registro de como seu fosse, da marca Feicovag. Não bastasse o fato de se aproveitar do poder público, de ganhar em cima do patrimônio público (ele explora a Chalanas, um bar/bordeu no bairro Ipase, em área pública) ainda se apropria de um bem da sociedade.

Expoagro

Opiniões à parte, a discussão sobre a realização da Expoagro em Cuiabá divide opiniões. A crise do agronegócio poderá não dar a pompa que o evento sempre teve.

Coletiva



O presidente da Telecom Itália no Brasil, Mario Cesar Pereira Araujo, esteve em cuiabá durante toda manhã de hoje. Em coletiva ele mostrou os investimentos da empresa no Estado.

À tarde



Hoje, às 13 horas, na Sala 5, do Piso do Sol, do Centro de Eventos do Pantanal, entrevista coletiva sobre a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. Às 14 horas, haverá o lançamento da Frente Empresarial Pela Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, reunindo entidades que atuam com as micro e pequenas empresas e empresários de micro e pequenas empresas da capital e do interior.

Mobilização


Os parceiros do evento em Mato Grosso são: Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Federação do Comércio de Mato Grosso (Fecomércio), Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Mato Grosso (FCDL/MT)

IGP-10 em maio



A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) ficou com variação zero (0%) em maio, segundo informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em abril, o indicador teve alta de 1,17%. O resultado anunciado hoje ficou abaixo do piso das estimativas dos analistas do mercado financeiro (entre 0,23% e 0,45%) e abaixo da média das estimativas (0,38%).

IPC ficou alto



A FGV informou os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-10 de maio. O Índice de Preços por Atacado - 10 (IPA-10), que representa 60% do IGP-10, ficou com taxa negativa de 0,43% ante alta de 1,43% observada em abril. Por sua vez, o Índice de Preços ao Consumidor - 10 (IPC-10), que representa 30% do IGP-10, ficou com taxa positiva de 0,93% ante aumento de 0,75% apurado em abril. Já o Índice Nacional de Custo da Construção - 10 (INCC-10), que representa 10% do IGP-10, ficou com taxa positiva de 0,64% ante elevação de 0,38% observada em abril, nesse indicador.

Varejo



No varejo, o IPC-10 acumula altas de 3,70% no ano e de 7,18% em 12 meses até maio. De acordo com a FGV, seis dos sete grupos que compõem o IPC-10 de maio apresentaram aceleração de preços, na comparação com IPC-10 de abril. É o caso de Alimentação (de 0,89% para 1,24%); Habitação (de 0,58% para 0,70%); Vestuário (de queda de 0,11% para alta de 1,46%); Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,39% para 1,23%); Educação, Leitura e Recreação (de queda de 0,04% para alta de 0,02%); e Despesas Diversas (de 0,27% para 0,45%).

Paralisação



Os funcionários da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) paralisaram as atividades a partir das 7h30 de ontem no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. De acordo com informações do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) em Cuiabá, 70% dos servidores aderiram a paralisação.

Reajuste



Os servidores cobram aumento salarial de 30%, a redução na contratação de serviços terceirizados e defendem a queda no número de cargos de confiança, ocupados por pessoas rotuladas pelo movimento de assessores jabutis, e contra a privatização da empresa. As paralisações terminam amanhã de acordo com decisão em assembléia.

Privativa

Segunda, 16 de maio de 2005

Antecipação

Como Plantao News havia noticiado na semana passada, a situação do deputado estadual José Carlos de Freitas, estará mais complicada agora, com o acidente na 16ª Feicovag - Feira Industrial e Comercial de Várzea Grande.

Meio milagre

Na noite de sexta-feira 13, 600 pesssoas foram vítimas quando a arquibancada montada ao lado do circo de rodeios cedeu. Adultos, idosos e crianças ficaram amontoadas ao chão o que exigiu uma mobilização de guerra por parte de médicos dos hospitais de Cuiabá e Várzea Grande, inclusive os particulares.

Privativa

O que será necessário provar agora é, além da exploração da área particular em nome do deputado José Carlos de Freitas que a toque de caixa transferiu a feira para a rodovia Mário Andreazza, a quem competirá a responsabilidade da tragédia. O Corpo de Bombeiros Militar de Cuiabá havia reprovado a estrutura e, por qual razão, o evento ainda assim foi realizado. O deputado já tirou corpo fora, dizendo que a responsabilidade é da Industrial Eventos, que comercializou a feira.

Transparência

Aliás, o Ministério Público Estadual tem que entrar no circuito e mostrar para a sociedade o que acontece com a Feicovag, evento criado no final da década de 80 pela Secretaria de Indústria e Comércio de Várzea Grande e que há vários anos já vem sendo explorada pelo deputado José Carlos de Freitas.

Privatiza

O que é mais intrigante é que dos resultados da feira divulga-se apenas o volume de negócios realizados. Jamais - na gestão Freitas - deu-se satisfação á sociedade do que ela representou ao município, à sociedade. Foi privatizada a coisa pública.

Justiça

Mesmo que isso tenha ocorrido, para onde ia a prestação de contas do evento. Resta esperar que, agora, alguém faça alguma coisa. Até mesmo reter os valores arrecadados com a exploração publicitária, venda de estandes, ingressos e o dinheiro público que entrou para a realização do evento, a fim de se indenizar as pessoas vítimas da incompetência, irresponsabilidade e ganância pelo dinheiro do povo.

Câmbio X indústria do papel e celulose



Os fabricantes de bens de capital voltados à indústria produtora de papel e celulose cortaram os investimentos, apesar da promessa das papeleiras em investir cerca de US$ 12,5 bilhões em aumento de produção. O pacote prevê que, entre 2003 e 2012, o conjunto da indústria coloque US$ 7,3 bilhões na expansão da produção de celulose e US$ 5,2 bilhões na fabricação de papel. A indústria papeleira diz que não há atraso, mas admite: há uma sombra chamada taxa de câmbio.

Inflação



O mercado elevou seu prognóstico para a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2005 pela 11ª semana seguida, de 6,30 para 6,39%, mostrou a pesquisa Focus do Banco Central nesta segunda-feira. As estimativas para a taxa em maio e em junho ficaram estáveis em, respectivamente, 0,55 e 0,40%.

IBGE



O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou hoje os números do crescimento industrial de março em comparação com o ano passado. Segundo pesquisa o crescimento industrial recuou 0,2% em março na comparação com fevereiro, segundo dados do divulgados hoje. Em fevereiro, a pesquisa havia registrado recuo de 0,1%. Em compensação, a folha de pagamento do trabalhador da indústria cresceu 1,4%, o quarto resultado consecutivo de expansão.

Festa particular

Sexta, 13 de maio de 2005

Presença Marcante

A mudança de endereço não comprometeu a presença de público na abertura da 16° Feira Industrial e
Comercial de Várzea Grande (Feicovag), agora instalada numa área de 120 mil metros quadrados, na Rodovia Mário Andreazza, em frente a fábrica da Coca Cola.

Ajuda Pública

Segundo nota a administração da feira, o novo espaço foi construído em parceria com o empresariado local e a Prefeitura de Várzea Grande que disponibilizou infra-estrutura, como abertura de ruas que dão
acesso ao local, iluminação pública , segurança por meio da Guarda Municipal entre outros benefícios.A expectativa é receber 20 mil pessoas por dia.

Sem problemas

O coordenador do evento, o deputado estadual José Carlos de Freitas os visitantes terão amplo estacionamento, segurança garantida pela Polícia Militar e Guarda
Municipal. O público também terá oportunidade de assistir várias atrações nacionais”, destacou
o deputado lembrando que a Feicovag está inserida no calendário oficial de programações alusivas ao aniversário da cidade.

Milagres

O que não se explica, é o fato de que a área utilizada para realização da feira pertença ao próprio deputado José Carlos de Freitas que, em tempo recorde, desmatou o local, abriu ruas e está realizando o evento. Até mesmo uma avenida está sendo asfaltada para dar acesso a feira, ligando ao bairro Imperial.

Conivências

Participaram do ato solene os deputados Zeca D’Ávila (PFL), Alencar Soares (PP), Carlos Carlão do Nascimento (PSDB), o presidente da Assembléia Legislativa, Sinval Barbosa (PMDB), secretário Chefe da Casa Civil, Joaquim Sucena (PFL). Inclusive o prefeito Murilo Domingos.

Milagres

Na esteira da inocência, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Várzea Grande, Heitor Treintin, disse que a nova estrutura da Feicovag poderá trazer mais
recursos para o município. “Várias empresas deixaram de participar da Feicovag nos anos anteriores, devido o espaço limitado, estão participando desta edição. Isso é muito importante para o crescimento industrial de
Várzea Grande”, afirmou.

Festa particular

“Este novo espaço não ficará restrito apenas no aniversário da cidade, mas vai ser utilizado para eventos durante o ano todo”, disse o prefeito Murilo Domingos. Ele jura que quem será beneficiado é a população da cidade que ganha um novo espaço para entretenimento e lazer. Murilo não informou, entretanto, que está pagando a conta. O beneficiado, pelo visto, já se sabe quem é.

Ambulâncias

Este ano, já foram entregues 37 ambulâncias novas e equipadas a 12 Municípios de Mato Grosso, com investimentos de R$ 1,45 milhão, recursos oriundos do Fundo Estadual de Saúde e de emendas de parlamentares da bancada parlamentar federal. Cada ambulância custou R$ 121,1 mil e está equipada para atender casos graves de qualquer natureza.

Olhos de águia

Os veículos contam com sistema de rastreamento por satélite e vão funcionar em consonância com a Central de Regulação do Sistema Único de Saúde (SUS), o que permitirá a otimização de seu uso - evitando perda de tempo nas remoções e internações de pacientes nos hospitais regionais. Outras 12 unidades deverão ser entregues ainda neste primeiro semestre do ano, segundo Marcos Machado, secretário estadual de Saúde.

Tiroteio

Ao denunciar que Mato Grosso concentra o maior número de denúncias sobre trabalho escravo, a senadoras Serys Slhessarenko (PT-MT) não perdeu a oportunidade para tentar atingir o governador Blairo Maggi, afirmando que as equipes de fiscalização do governo do estado e grupos da Comissão Pastoral da Terra (CPT) estão encontrando dificuldades principalmente durante as empreitadas para plantação de soja e grãos

210 - 211 - 212 - 213 - 214

Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114