» mais
Né !

Salgadinho salgado na Câmara

Sábado, 05 de janeiro de 2019


 

Sob a presidência do vereador Misael Galvão (PSB), a Câmara de Cuiabá entra 2019 ostentando o título de Casa dos Horrores. Ainda que o novo gestor prometa mudar a imagem da Casa, na prática, segue tudo como antes, destaca nota da coluna Fogo Cruzado, do jornal A Gazeta.



Observa a nota que no dia 2 passado, foi publicado
no Diário Oficial de Contas previsão de gasto de mais de R$ 20 mil para compra de salgadinhos por meio de um aditivo e, o que é pior, durante o período de recesso parlamentar. A empresa contemplada é a Capriata de Souza Lima, que fornece serviços de buffet ao Legislativo.

E por falar em Câmara de Vereadores, alguém de bom senso poderia identificar gabinetes, departamentos e demais setores da Casa que é um verdadeiro labirinto. 

Não bastasse isso, quem fica na recepção central precisa ser treinado para melhor atender o cidadão mortal que vai até o local.

O PlantãoNews presenciou um fato lastimável: Buscando informação do gabinte do vereador Misael Galvão (logo o presidente) o atendente mal levantou a cabeça dizendo ser "no final do corredor" alí. 

Não teve o respeito em detalhar que deveria se subir uma escadaria e que o local tratava-se do andar de cima. 

Botelho refém da retaguarda

Quinta, 03 de janeiro de 2019

De fonte segura, uma decisão já estaria sendo tomada pelo atual presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho (DEM), quanto a sua equipe de retaguarda.

 

Eduardo Botelho

Amigos e familiares de Botelho já o teriam advertido quando a necessidade de tomar rédea da situação do gerenciamento e administração da Casa que tem um dos maiores orçamentos do
Estado - algo em torno de R$ 600 milhões.

Dentre as questões é que quando o Chefe do Legislativo passava o maior desespero com a polícia à sua porta, havia gente fazendo selfie de new look no primeiro andar.

E ainda uns números que não vão bater.

 

 

 


 

Nhambiquara e o monopólio

Sábado, 15 de dezembro de 2018

Quem busca o município de Cuiabá para resolver problemas com iluminação pública, especificamente a substituição de lâmpadas queimadas, enfrenta dificuldade para ter seu problema resolvido.

A empresa responsável (terceirizada pelo município) vem a ser a construtora Nhambiquara, responsável também pela implantação de pontos de energia na Capital - como a nova iluminação da avenida Mato Grosso.

Surpreendentemente a referida empresa é de propriedade do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho.

E a questão é: a iluminação da avenida Mato Grosso, reinaugurada faz menos de um mês, já apresenta problemas e vários pontos estão escuros.

E a troca de lâmpadas está emperrada pois se instituiu um prazo de praticamente uma semana, uma situação muito cômoda para quem deveria ser exemplo e fazer um bom dever de casa.


 

Taques e o cadeado

Sexta, 14 de dezembro de 2018

Conhecedor de política de longa data e observador dos trâmites processuais - inclusive quanto aos 'julgadores', um graduado político mato-grossense de expressão nacional comentou ao PlantãoNews que até março deve ocorrer a prisão do atual governador Pedro Taques (PSDB).

Pedro Taques e o seu vale

Degustando um geniuino pão de queijo mineiro na avenida Mato Grosso, o político não demonstrou satisfação com a possibilidade.

 

Muito pelo contrário: disse que para Mato Grosso é uma lástima.

 

"Já tivemos a triste história do Silval [Barbosa] e para o estado é uma péssima imagem" - lamentou.

 

Pedro Taques - ex-procurador da República, e ex-senador eleito pelo PDT, convive com acusações que dizem respeito a desvios de recursos da Educação e o mais indigesto para a sociedade mato-grossense, certamente sua digital no caso das escutas telefônicas por parte do alto comando da Polícia Militar de Mato Grosso.

Mas em filas de padarias já afirmam que o tempo será bem menor. Tão logo entregue a cadeira do Paiaguás para #Mauro Mendes

Alô Ouvidoria da PMCBA

Quinta, 13 de dezembro de 2018

A Ouvidoria da prefeitura de Cuiabá precisa cuidar do atendimento no setor de iluminação pública, que funciona na secretaria de Urbanos do município no, horário do almoço.

A informação que se tem é que o expediente é 'corrido', ou seja, das 8h00 às 17h00. Contudo, o cidadão que recorre para resolver um problema - muitas vezes para reiterar cobrança de providências - é prejudicado neste horário do almoço, pois não há ninguém para atender as ligações.

Ou seja: se o setor não para no horário de almoço, então que se fiscalize, via ouvidoria, pois algo está errado. E muito errado.

2 - 3 - 4 - 5 - 6

Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114