Cuiabá | MT 20/02/2024
Saúde
Sábado, 02 de dezembro de 2023, 17h33

Bapre destina recursos a projeto de Equoterapia em Cuiabá


.

 

Sessenta famílias são atendidas atualmente, em Cuiabá, com método terapêutico oferecido pelo Centro de Equoterapia do Regimento de Policiamento Montado da Polícia Militar. O projeto conta com recursos oriundos do Banco de Projetos e Entidades do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (Bapre). Ainda este ano estão previstas destinações da ordem de R$ 320.000,00.

A equoterapia utiliza o cavalo em uma abordagem multidisciplinar nas áreas de saúde, educação e psicologia, oferecendo atendimento especializado a crianças, adolescentes e adultos com espectro autista, síndrome de down, paralisia cerebral, transtorno de ansiedade, depressão, entre outras patologias.

De acordo com o comandante do Regimento de Policiamento Montado, tenente-coronel Walmir Barros Rocha, a previsão é de que a partir de abril do ano que vem o número de atendimentos seja duplicado, já que pacientes do Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Corrêa (Cridac) também serão contemplados.

Atualmente, segundo ele, o público atendido é formado por familiares de policiais militares e pessoas que não possuem condições financeiras para arcar com a terapia em hípicas privadas. Todos os praticantes são encaminhados ao Centro de Equoterapia pela rede pública e privada de saúde.

O comandante explicou que o atendimento é estendido à família do praticante que recebe acompanhamento psicológico e orientações. A equipe multidisciplinar é composta por psicólogos, fisioterapeutas e profissionais da área de equitação da Polícia Militar. O atendimento é prestado uma vez por semana e, em regra, se estende pelo prazo de um ano.

“Este prazo de atendimento pode se estender por mais de um ano ou até mesmo ser reduzido, isso tudo vai depender da análise individual de cada praticante. Vale destacar também que após o tratamento muitos são encaminhados para a escola de equitação da Polícia Militar e passam a exercer a atividade não mais como terapia, mas como esporte”, destacou.

Mãe de uma das crianças atendidas no Centro de Equoterapia, Mayara Nagila Barbosa Gonçalves contou que a filha começou a terapia há quase dois anos e os resultados são evidentes. “A minha filha chegou com tônus muscular bem molinho e já melhorou muito. Isso sem contar o emocional da criança, que tem uma interação muito boa com o cavalo. Estamos muito felizes com a evolução da Mariana”, ressaltou.




Busca



Enquete

O Governo de MT começou a implantar o BRT entre VG e Cuiabá. Na sua opinião:

Será mais prático que o VLT
Vai resolver o problema do transporte público.
É uma alternativa temporaria.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados.

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114