Cuiabá | MT 01/07/2022
Justia e Direito
Domingo, 01 de maio de 2022, 11h01

Dimensionamento objetiva melhor aproveitamento da fora de trabalho


.

 


O Ministério Público de Mato Grosso trabalha há dois meses em um projeto de Dimensionamento da Força de Trabalho da instituição com o objetivo de, com base em critérios científicos, dados confiáveis, ferramentas modernas e ampla participação de membros e servidores, desenvolver um modelo de gestão que proporcione a racionalização do uso dos recursos humanos e uma projeção das necessidades da instituição a médio e longo prazos.

Previsto para ser executado em seis meses, o projeto atende a uma orientação do Planejamento Estratégico nacional do Ministério Público brasileiro, e foi apresentado nesta sexta-feira (29) a promotores das comarcas que integram o Polo 8, de Juína, em mais uma reunião da Comissão de Apoio Institucional. A comissão foi criada pelo procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira no início do seu primeiro mandato com o objetivo de interiorizar a gestão e aproximar a administração das promotorias do interior do estado, ouvindo suas demandas.

“Além de possibilitar um melhor aproveitamento da nossa força de trabalho, membros e servidores estão fazendo uma radiografia do quadro atual. O projeto nos fornecerá dados reais, confiáveis para tomar decisões a respeito da criação de novas promotorias. Hoje temos de 16 a 17 pedidos de criação de novas promotorias, o nosso estado cresce muito, mas não podemos ir criando novas unidades sem a devida sustentabilidade administrativa e financeira. Daí a importância desse trabalho”, afirmou o procurador-geral de Justiça, esclarecendo que o trabalho está sendo desenvolvido “com a participação de todos e levando em conta o interesse público”.

A promotora de Justiça auxiliar da PGJ, Hellen Uliam Kuriki, que coordena a execução do projeto capitaneado pelo Departamento de Planejamento (Deplan), explicou que foram criados 38 grupos de trabalho, integrados por membros e servidores, que trabalham considerando “dois universos”: o administrativo, que contempla os Departamentos de apoio à atuação das promotorias e procuradorias, e o institucional, que diz respeito ao cumprimento das funções institucionais e constitucionais do MPMT.

"Estamos fazendo esse trabalho com critérios científicos, a partir de indicadores sociais e econômicos, levantando e analisando a situação de cada unidade do MP, em busca de modelos novos, alternativos, que possam melhorar a atuação da instituição”, relatou Hellen Kuriki.

Durante a reunião da Comissão de Apoio Institucional, também foram abordadas outas pautas: a modernização tecnológica do Departamento de Gestão de Pessoas (DGP), que até o final do ano será todo informatizado, a instalação do Escritório de Representação do MPMT em Brasília em parceria com outros estados, e a reforma da Previdência Estadual, à qual estão vinculados os membros e servidores da instituição.

Integram o Polo 8 as comarcas de Juína, Brasnorte, Juara, Aripuanã, Cotriguaçu e Colniza.

arquivo(s) anexado(s)

Dimensionamento%20objetiva%20melhor%20aproveitamento%20da%20for%C3%A7a%20de%20trabalho.mp3




Busca



Enquete

Mesmo com a pandemia voc acha que o setor de sade pblica...

Melhorou muito
No melhorou nada
Est excelente
No sei opinar
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plant�o News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114