» mais
Comentar           Imprimir
Economia
Quinta, 09 de dezembro de 2010, 15h09

BNDES investe em empresa que produz madeira certificada


O BNDES adquiriu participação acionária na AMATA, empresa do setor florestal especializada em manejo sustentável de florestas nativas. Fundada em 2005, a AMATA tem como objetivo produzir madeira certificada e produtos florestais beneficiados oriundos de processos sustentáveis, com foco na venda para os principais mercados internacionais.
Com o investimento na AMATA, o BNDES amplia suas ações no combate às emissões e no sequestro de gases de efeito estufa, atuando inclusive como um complemento às ações em curso no âmbito do Fundo Amazônia. O investimento foi feito durante operação de capitalização da AMATA.
A capitalização envolveu, além do BNDES, por meio de sua subsidiária BNDESPAR, os fundos de private equity Brasil Agronegócio, gerido pela BRZ Investimentos, Brasil Sustentabilidade, com cogestão da BRZ Investimentos e Latour Capital, e o fundo alemão Aquila. Os sócios fundadores da AMATA permanecem na empresa como acionistas minoritários e gestores do negócio.
O Banco detém cerca de 13% do capital total da AMATA e tem o direito de indicar um membro no Conselho de Administração da empresa. Com a entrada dos novos investidores e crescimento de suas atividades, a AMATA ampliará seus mecanismos de gestão e controle, seguindo as melhores práticas de governança corporativa.
A operação contribui para o desenvolvimento de uma atividade produtiva, o manejo de florestas nativas, que, além de atuar na conservação da biodiversidade da Amazônia, preserva e atribui valor à floresta em pé, criando uma fonte de riqueza e de oportunidades, sobretudo para as populações que vivem nessas regiões e que tradicionalmente dependem do desmate e de atividades predatórias para sobreviver.
Atividade de manejo consiste no corte seletivo de algumas espécies de árvores da floresta nativa, seguindo critérios de sustentabilidade e baixo impacto ambiental. Em um projeto de manejo florestal, apenas uma parcela da área total é explorada por ano, onde pode ser extraído um volume de madeira compatível com a capacidade de regeneração da floresta. A AMATA concentrará suas principais atividades na região amazônica, onde já possui uma concessão pública para a realização de manejo florestal na Floresta Nacional do Jamari em Rondônia.
Além da exploração de produtos madeireiros, o plano de negócios da AMATA contempla a possibilidade de obtenção de receitas adicionais por meio da negociação de “créditos de carbono”, produtos não madeireiros e a oferta de serviços ambientais, em linha com o conceito de uso múltiplo da floresta.
A AMATA utilizará o sistema de certificação desenvolvido pelo Forest Stewardship Council (conhecido pela sigla FSC) para orientar as atividades previstas na implementação do seu plano de negócios. Esse certificado é o mais reconhecido por seus públicos de interesse, principalmente grandes compradores nos mercados internacionais de produtos madeireiros, contemplando, além da adoção das melhores práticas ambientais, a responsabilidade social.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114