Cuiabá | MT 16/10/2021
Né !

PJC em desinfecção

Terça, 17 de agosto de 2021

A Polícia Civil emitiu comunicado informando que hoje, terça-feira (17.08), o expediente no prédio da Diretoria Geral será suspenso às 16 horas, em razão de desinfecção realizada pelo Corpo de Bombeiros em prevenção ao coronavírus (Covid-19).

 

MRV lança curso de corretores

Segunda, 05 de julho de 2021

A MRV Construtora lança a mais nova turma de formação de corretores autônomos, para atuação em Cuiabá e Várzea Grande. São 30 vagas disponibilizadas.

 

A plataforma de soluções habitacionais oferece treinamento completo, incluindo aulas online da escola de formação MRV e encontros presenciais. O grupo aprende e conhece, junto aos facilitadores da construtora, o cenário imobiliário em que atua a empresa, técnicas de abordagem ao cliente e dicas de organização de agenda para o melhor desempenho profissional. Os profissionais também recebem o suporte e acompanhamento no processo de habilitação para a formalização como corretores.

 

A companhia destaca como requisitos à seleção a experiência prévia em vendas e atuação com atendimento ao público, ensino médio concluído e disponibilidade para realizar o curso Técnico em Transações Imobiliárias. O treinamento é gratuito e os profissionais recebem comissionamento sobre as vendas intermediadas (em média, R$ 2 mil por apartamento). Isso pode ocorrer, inclusive, durante o próprio curso, por meio da indicação de clientes que venham a efetivar negócios com a construtora.

 

A maior construtora da América Latina tem vários empreendimentos em comercialização nas duas maiores cidades mato-grossenses. Os imóveis são elegíveis no programa Minha Casa Verde Amarelo, do governo federal.

 

 

SERVIÇO: Formação de corretores autônomos MRV – 30 vagas

Requisitos: experiência em vendas/atuação com atendimento ao público; Ensino médio concluído; disponibilidade para realizar o curso Técnico em Transações Imobiliárias

Envio de currículos e mais informações:
costa.carolina@mrv.com.br ou (65) 99930-8832

Uber, a boa intenção e a real

Sexta, 11 de junho de 2021

.


A #Uber Brasil distribui nota aos seus
clientes informando que estão recomendando aos motoristas parceiros que higienizem frequentemente os principais pontos de contato do veículo com desinfetantes #Lysoform.

A proposta é humanamente importante. Há de se registrar que uma boa parcela dos motoristas já realizam um bom trabalho de higienização dos seus veículos.

Contudo há a banda ruim que coloca por terra os bons propósitos da empresa.

Paralelo a isso há uma deficiência que a Uber precisa sanar urgentemente: facilitar o meio de informação sobre falhas e irregularidades dos seus motoristas parceiros. Nos canais da empresa, os clientes reféns dessa parcela negativa tem dificuldades para informar, tendo que abrir seções, canais e dessa forma deixar de contribuir melhor pelo que visa a empresa. Falta um link direto e não apenas a opção de avaliar a nota do motorista. 

Em tempo: vale destacar que ao menos em Cuiabá e Várzea Grande, Mato Grosso, há um grande número de cancelamento de corridas por parte dos motoristas. Na região do Aeroporto Marechal Rondon, um cliente foi 'cancelado' por dois "parceiros" Uber - isso depois de 9 minutos de espera.

Um dos "parceiros" questionou ao cliente se ele morava em Cuiabá, se estava sozinho... Informações positivas, o "parceiro" cancelou a viagem.

Largado no aeroporto por outro motorista, o cliente só conseguiu seguir viagem quase 35 minutos após. Ao tentar informar a Uber, as mensagens trocadas foram apagadas (é o que ocorre), além de ter dificuldades devido várias opções no menu. E, já atrasado de seus compromissos a "vitima" não conseguiu ser útil para a empresa. 

 

Emanuel já sabia

Quinta, 10 de junho de 2021

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, em entrevista no jornal da manhã da JovemPan, com o jornalista Paula Sá, disse que conhece do problema de medicamentos vencidos desde a época em que foi vereador por Cuiabá.

A 'revelação' ocorreu quando perguntado pelo jornalista sobre o 'descobrimento'' de uma grande quantidade de medicamentos no estoque da Secretaria de Saúde de Cuiabá - enquanto faltavam nas farmácias da rede pública de saúde. 

No dia 23 de abril de 2021 a denúncia veio a tona pelos vereaodres Maysa Leão (PP) e Diego Guimarães (Cidadania) que divulgaram um vídeo. Dentre os medicamentos constavam amoxicilina, ibuprofeno, ritalina, anestésicos, dipirona, paracetamol.

Os paralmentares lamentaram que enquanto se perdia medicamentos, milhares de pessoas ficavam sem recebe-los para seu benefício.

A Câmara de Cuiabá instalou uma CPI para apucar o caso. 

A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso está investigando o fato.



 

No meio um feriadão

Sexta, 04 de junho de 2021

Hoje é sexta-feira de feriado prolongado em tempo de pandemia

Onde os gestores há um ano brigam sobre o abre e não abre do comércio

Ponto facultativo nos setores públicos em tempo home office..

Tá um pandemônio tudo isso na convivência com a Covid-19

1 - 2 - 3 - 4 - 5

Busca



Enquete

Quem é o mais culpado pela não conclusão do VLT em Cuiabá?

Mauro Mendes quando prefeito de Cuiabá 2013/2017?
Emanuel Pinheiro quando deputado estadual 2010/2014?
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114