Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Pesquisa/Tecnologia
Domingo, 03 de junho de 2018, 08h44

Microsoft pode comprar GitHub por US$ 5 bilhões


Mais uma grande aquisição pode estar a caminho do mercado da tecnologia. A imprensa norte-americana informou nesta sexta-feira, 1, que a Microsoft está estudando a possibilidade de comprar a plataforma de desenvolvedores GitHub.

O GitHub é um site usado por milhões de programadores e profissionais de TI ao redor do mundo no compartilhamento de projetos, códigos e troca de experiência. Atualmente, a empresa tem mais de 23 milhões de usuários espalhados pelo mundo todo.

A negociação entre GitHub e Microsoft vem se arrastando há alguns meses, segundo informações da rede norte-americana CNBC. Nas últimas semanas, a conversa girou em torno da possibilidade de uma parceria no setor de marketing ou mesmo de uma aquisição total.

É o mesmo o que reportou o site Business Insider, citando como fonte pessoas próximas às duas empresas. Em sua última rodada de financiamento, em 2015, o GitHub foi avaliado em US$ 2 bilhões. Mas analistas indicam que, hoje, o preço de compra gira em torno de US$ 5 bilhões.

De acordo com a CNBC, as negociações ainda estão em andamento. Não é a primeira vez que a Microsoft estuda a possibilidade de comprar a startup, mas uma oferta oficial nunca foi feita. Não se sabe em que estágio a atual negociação está.

Nenhuma das empresas quis comentar publicamente o assunto. O GitHub, no momento, está em busca de um novo CEO, desde que o fundador da empresa, Chris Wanstrath, anunciou que planeja deixar o cargo. Ex-executivos da Microsoft e do Google são cotados para assumir seu lugar.

Olhar Digital


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114