» mais
Comentar           Imprimir
Mundo
Terça, 13 de fevereiro de 2018, 09h41

ONU pede US$ 800 mi para ajudar refugiados palestinos na Síria, Gaza e Cisjordânia


Após cortes de contribuições financeiras pelos Estados Unidos, a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) busca mais de 800 milhões de dólares para manter suas operações na Síria, em Gaza e na Cisjordânia. O chefe do organismo internacional, Pierre Krahenbuhl, explicou que a maioria dos palestinos nos territórios ocupados e na Síria “depende da agência para ter ajuda vital, incluindo comida, água, abrigo e assistência médica”.

No território sírio, a UNRWA apoia 400 mil refugiados palestinos com assistência financeira e leva educação para 47 mil crianças e jovens. A agência da ONU precisa de 400 mil dólares para garantir iniciativas de assistência. A verba também será usada em programas para atender a cerca de 50 mil palestinos que viviam na Síria e fugiram para o Líbano e a Jordânia.

A outra metade do apelo financeiro da instituição vai para estratégias de ajuda humanitária no Território Palestino Ocupado. Em Gaza, onde as taxas de desemprego estão entre as maiores do mundo, quase 1 milhão de palestinos dependem da UNRWA para se alimentar. O número é dez vezes maior que o identificado para o ano 2000.

Três anos e meio após as hostilidades de 2014 entre Gaza e Israel, milhares de famílias palestinas continuam deslocadas dentro do enclave. Cerca de 50 mil casas precisam se reformadas e reparadas.

Na Cisjordânia, a situação continua “frágil, com os refugiados palestinos enfrentando dificuldades socioeconômicas devido às políticas de ocupação de Israel”, descreveu Krahenbuhl. Segundo a UNRWA, além da continuada prática de demolição de residências para a construção de assentamentos e das restrições à liberdade de movimento, palestinos enfrentam níveis altos de insegurança alimentar.

Para doar, clique aqui.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai Emanuel tem várias denúncias por corrupção
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114