Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Terça, 15 de maio de 2018, 13h01

Ministério da Saúde apresentará proposta de novo tratamento para hanseníase


.

O Ministério da Saúde vai apresentar e discutir com profissionais de Mato Grosso a proposta de alteração do tratamento atual da hanseníase no Brasil para um esquema denominado Multidrogaterapia Única (MDT-U). A web conferência será realizada dia 17 de maio, próxima quinta-feira, às 8h, na sala de vídeo conferência do núcleo do Telessaúde MT, que fica localizado no Hospital Universitário Júlio Muller, em Cuiabá.

O Ministério da Saúde iniciou em dezembro de 2017, com reunião do Comitê Técnico Assessor da Hanseníase (CTA), a discussão sobre o MDT-U, que consiste em um tratamento único para as pessoas acometidas pela hanseníase, independentemente da classificação operacional paucibacilar (PB) ou multibacilar (MB), que propõe o uso de seis doses da PQT multibacilar, em regime ambulatorial nas Unidades Básicas de Saúde ou, ainda, em serviços especializados.

O novo esquema foi embasado em estudos internacionais e, especialmente, num estudo nacional realizado por um grupo de pesquisadores brasileiros, os quais asseguram a eficácia no tratamento proposto, tanto para PB quanto para MB, proporcionando maior qualidade de vida para os usuários, bem como a redução do abandono.

Tendo em vista a relevância da proposta e as mudanças necessárias para sua implantação, o tema foi discutido em nova reunião do CTA-Hanseníase, realizada em 18/04/2018, com diversas entidades, como as Sociedades Brasileiras de Hansenologia, de Dermatologia, de Enfermagem e de Fisioterapia e o Departamento de Atenção Básica (DAB/SAS/MS).

O tema também já foi discutido com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), Universidades, especialistas, entre outros.

O Ministério da Saúde reitera que o MDT-U é um dos diversos temas que está sendo discutido com as referências nacional, regionais, estaduais e municipais em seminários macrorregionais, a exemplo do que foi realizado em Manaus (AM) para a Região Norte, no período de 25 a 27 de abril de 2018.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114