» mais
Comentar           Imprimir
Nacional
Sábado, 27 de abril de 2019, 13h38

Garis suspendem greve até a próxima segunda-feira


Fernando Frazão/Agência Brasil 

A greve dos funcionários da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb), iniciada na madrugada de hoje (26), ficará suspensa até segunda-feira (29), quando haverá, às 11 h, uma nova audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho do Rio (TRT-RJ).

Em nota, a Comlurb informou que vai apresentar uma nova proposta, em que os valores dos itens de impacto econômico-financeiro, como o vale-refeição, auxílio-creche, adicional de coleta, entre outros, da cesta de benefícios ficarão nos valores atualmente praticados na forma do Acordo Coletivo de 2018.

“Isso para que a companhia possa melhorar o percentual de reajuste dos salários, já que a categoria não aceitou a proposta anterior de 4% tanto nos rendimentos como nesses itens, objeto de conciliação em audiência no último dia 24, no Ministério Público do Trabalho”.

A greve de menos de um dia dos garis da Comlurb prejudicou a coleta domiciliar e do comércio e indústria da cidade. As ruas estão tomadas de lixo. Na zona norte, em bairros de classe média como Vila Isabel e Tijuca, o lixo está espalhado pelas ruas, prejudicando o comércio, com o entulho na calçada. Além disso, há a ação de catadores de produtos recicláveis, que rasgam os sacos de lixo para pegar os produtos recicláveis, o que contribuiu para a proliferação de mosquitos e baratas.

Plano de contingência
A Comlurb informa que há um o plano de contingência para garantir a manutenção dos serviços em toda a cidade. Nos locais que estão sofrendo com piquetes, a empresa avisa que os serviços podem ter atrasos pontuais, mas não deixarão de ser realizados.

A companhia diz que menos de 20% dos garis aderiram à greve decretada a partir desta sexta-feira pelo Sindicato dos Empregadores de Empresas de Asseio e Conservação do Rio. “O sindicato está desrespeitando o prazo legal previsto na Lei de Greve, que exige que a paralisação em serviços essenciais precise ser avisada à população com 72 horas de antecedência”.

Proposta inicial
A Comlurb propôs um reajuste de 3,73% nos salários dos garis, percentual que repõe 100% da inflação acumulada no ano, extensivo a todo o pacote de benefícios, que somam 20 itens, a maioria não sendo de obrigação legal. O vale-refeição é o mais alto pago por toda a prefeitura do Rio. Pela nova proposta vai chegar a R$ 736,48.

A prefeitura diz que reconhece a importância dos garis para a cidade do Rio e isso se reflete no fato de ser a única categoria que conta com reajuste salarial todos os anos, mesmo com as dificuldades financeiras que passa a atual administração municipal.

A remuneração básica de um gari é de R$ 2.560, incluindo salário referência, insalubridade, anuênio e horas extras. O salário de um gari líder de coleta pode alcançar até R$ 5 mil.

A prefeitura também diz que o momento de paralisação é inoportuno, pois o Rio de Janeiro se recupera da consequência do temporal que atingiu o Rio no dia 8 deste mês, matando 10 pessoas.  

ABr


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114