» mais
Comentar           Imprimir
Justiça e Direito
Quinta, 27 de dezembro de 2018, 15h32

Coordenadoria Militar aperfeiçoa segurança no PJMT


A Coordenadoria Militar do Tribunal de Justiça de Mato Grosso promoveu ao longo do biênio 2017/2018 ações no sentido de aperfeiçoar e aprimorar a segurança dos servidores, magistrados e jurisdicionados que transitam pelas unidades do Poder Judiciário mato-grossense. Foram realizadas capacitações com os militares da Instituição, adquiridos materiais de segurança para aprimorar a segurança em todo o PJ e recolhidas milhares de armas.

Os militares participaram de um curso de Segurança Orgânico, em parceria com a Escola de Servidores e a Polícia Militar, fizeram capacitação continuada em segurança de autoridades e capacitação em tiro policial com armas.

O TJMT adquiriu detectores de metal portáteis, equipamentos de contramedidas (que fazem varredura eletrônica e também visual de ambientes), equipamentos de inteligência, coletes de proteção balística, sistema de telecomunicações PM, veículos blindados para magistrados, implantou o sistema de radiocomunicação digital, regulamentou todo o sistema de combate a incêndio no TJ e em todas as comarcas e consultoria em segurança para todas as unidades judiciárias.

Nesta gestão, em 2017, a Coordenadoria Militar recolheu 10.395 armas e 30.692 munições e em 2018, 4.936 armas e 14.594 munições totalizando 15.331 armas e 45.286 munições oriundas de processos judiciais das 79 comarcas de Mato Grosso.

Depois que as armas são recolhidas elas são encaminhadas para o Exército Brasileiro para destruição. Porém, um Decreto Federal nº 8.938/2016 permite a doação das armas apreendidas para que sejam utilizadas pela polícia no exercício de suas atividades, bem como das forças armadas. Foram repassadas 12 armas, entre fuzis e pistolas para a Polícia Militar de Mato Grosso.

De acordo com o coordenador militar do TJMT, coronel Rhaygino Sarly Rodrigues Setúbal, um conjunto de atividade foram desenvolvidas com o objetivo de melhorar cada vez mais a segurança no Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso.

“Entre as medidas de segurança que a coordenadoria Militar adotou também, o reforço do efetivo de policiais militares nas dependências das instituições do Poder Judiciário. Além disso, buscamos consultorias e projetos de segurança para aperfeiçoarmos ainda mais a segurança tanto dos magistrados e jurisdicionados quanto dos profissionais que atuam junto à Justiça”, ressaltou.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114