Cuiabá | MT 20/02/2024
Geral
Sexta, 26 de janeiro de 2024, 20h41

Não bastasse problema com o Portão do Inferno, PRF tranca Serra de São Vicente por 7 horas


.

Alberto Romeu
Da Editoria

A empresa Nova Rota do Oeste, concessionária responsável pela rodovia BR 163/364 emitiu comunicado na manhã de hoje (26) que juntamente com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) estará interditando amanhã, dia 27, totalmente o tráfego no sentido norte (Rondonópolis-Cuiabá) no trecho da Serra de São Vicente, para remoção de uma carreta acidentada no local e que os trabalhos terão início às 8h00 e previsão de 7 (sete) horas de operação, ou seja liberação às 15h00. Informa que fluxo será direcionado para a pista contrária da serra, se transformando em mão dupla. Pelo local passam, segundo o DNIT 8 mil veículos por hora, ou 70 mil/dia na contagem da Nova Rota do Oeste. 

Atentando apenas ao setor de ônibus que trafegam pelo local, os dados apontam para 40 a 50 veículos com um número médio de 50 passageiros. O número já daria uma população superior a cidade de Araguainha, em Mato Grosso, na divisa com Goiás.

Não tratando com indiferença as categorias de automóveis e caminhões, a ‘população’ de passageiros dos ônibus há de se considerar detalhes como: idosos, crianças, PNE, pessoas doentes que estarão submetidas ao elemento surpresa (os órgãos decidiram comunicar o fechamento com 24 horas de antecedência), não se sabe qual estrutura logística está se oferecendo a milhares de pessoas (8 mil veículos/hora x ....), como banheiros, água potável e retaguarda em saúde. Dos ônibus, ainda o detalhe na sequência da viagem sobre as paradas nos restaurantes com atrasos, risco da segurança dos alimentos e transtorno para higiene pessoal. Para os comerciantes também problemas, como já passaram no período de duplicação da serra e implosão de rochas.

A Nova Rota do Oeste informa que colocou 15 funcionários à disposição para controlar o fluxo pela via alternativa (mão dupla no sentido Cuiabá/Rondonópolis). Contudo é preciso tanto a Rota quanto a PRF se desligarem do modo ‘rotina, normal’ e considerar que ali é um gargalo e é necessário ampliar a percepção de riscos.

Para uma operação como essa é preciso saber se a Defesa Civil foi acionada e está devidamente preparada? O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, o Samu (mesmo havendo a estrutura da Rota do Oeste).

A obstrução vai agravar ainda mais com o problema existente com no Portão do Inferno na MT 251 - várias linhas de ônibus agora seguem pela Serra de São Vicente.

O trecho está em alto risco e ponto nevrálgico e deverá piorar. O racional é esperar a situação se resolver na Chapada dos Guimarães.

O perplexo da situação é constatar que a remoção é de um veículo que está no mato da serra desde 10 de Abril de 2023, portanto há quase um ano. E os dois órgãos decidem, em um comunicado de 24 horas de antecedência, que irão executar essa grande operação e que afetará uma população de quantas mil pessoas? 

Há toda uma cadeia de setores envolvidos como o Sindipetróleo (único trajeto do transporte de combustíveis), do Sindmat, dos transportadores de passageiros, ambulâncias, enfim, que precisam ser ouvidos e participados mais, muito mais!

A questão foi encaminhada para a Defesa Civil para conhecimento da situação, mostrando a necessidade de incluir nas programações a questão dos ônibus e seus passageiros.




Busca



Enquete

O Governo de MT começou a implantar o BRT entre VG e Cuiabá. Na sua opinião:

Será mais prático que o VLT
Vai resolver o problema do transporte público.
É uma alternativa temporaria.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados.

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114